Rádio Veredas FM 98.1
Publicidade
Publicidade
Brazlândia/DF
Min.
Máx.
Suporte dos Bombeiros humaniza e dá agilidade à mutirão de combate à dengue
09/06/2019

Médicos e enfermeiros da corporação atuaram em tendas de quatro regiões administrativas; pacientes elogiaram atendimento

A ação de 50 militares do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) em quatro tendas do mutirão da Saúde de combate à dengue foi bem recebida por pacientes que buscaram atendimento nesse sábado (8). Dezesseis médicos e nove farmacêuticos da corporação se distribuíram por turnos (manhã e tarde) em quatro tendas instaladas há 15 dias pela Secretaria de Saúde nas regiões administrativas de Ceilândia, Brazlândia, Itapoã e Planaltina. As cidades foram selecionadas entre todas as outras pela corporação pelo grande número de focos encontrados do mosquito Aedes Aegypti.
 
“O atendimento é muito profissional. Estamos sendo tratadas com amor e atenção”, elogiou a doméstica Eva Cristina da Silva, 32 anos. Ela acompanhava a irmã Cristiana Aparecida, 27, diagnosticada com dengue pelo corpo médico na tenda montada no estacionamento do Hospital Regional de Planaltina.
 
Cristiana, que está desempregada e mora no bairro Arapongas, começou a sentir dores pelo corpo e na cabeça, fraqueza e febre ainda no começo da semana. Só conseguiu buscar ajuda na tenda no sábado. Depois de passar pelo atendimento da equipe da Secretaria de Saúde e pelos médicos dos Bombeiros, fez o exame e foi constatada a doença. Sob uma maca e tomando soro para se hidratar, ela disse ter se sentido segura com o atendimento prestado. “Foi maravilhoso. Deveria ter mais tendas como esta para desafogar os hospitais.”
 
Ao chegar com o pai em busca de socorro, o gerente Anderson Sainça Machado, de 41 anos, acreditava estar com dengue. O resultado do teste deu positivo. Ainda assim ele ficou de repouso e recebeu hidratação venosa.” Fui bem cuidado e o atendimento aqui está sendo rápido e eficaz”, contou.
 
Paciência
Na tenda visitada pela Agência Brasília em Planaltina, a tenente coronel Roberta Meirelle recebia com paciência quem buscava ajuda. Os pacientes passavam primeiro por uma equipe da Secretaria de Saúde que verificava a pressão, a temperatura e faziam um teste rápido de dengue hemorrágica para casos aparentemente mais graves. Em seguida, o cidadão era encaminhado a um dos quatro atendentes – dois médicos dos Bombeiros e enfermeiros da Secretaria de Saúde. O teste rápido era pedido e casos que necessitavam eram encaminhados para hidratação – oral ou venosa. “Um trabalho importante que está sendo realizado”, avaliou a médica.
 
Para o enfermeiro Igor Xavier, que passou o final de semana atendendo a população em Planaltina, o resultado do trabalho tem sido bastante positivo. “As tendas estão dando uma vazão e fluidez muito grande e desafogando o atendimento nos postos e hospitais”, disse.
 
Balanço
Ao todo, o comando da equipe médica do CBMDF registrou, no sábado, 490 atendimentos à população nas quatro tendas. Houve 257 pessoas diagnosticadas com dengue; 13 remoções de casos mais graves encaminhados aos hospitais; 66 casos de hidratações; e 246 testes NS1 – que é o teste rápido feito nos postos e que indica infecção recente.
 
O número de testes registrados e casos detectados com positividade variaram entre as regiões administrativas atendidas pelos bombeiros: no Itapoã foram 44 testes, sendo 5 positivos; em Planaltina, de 100 testes, 8 foram reagentes; em Brazlândia, 38 testes e 15 positivos; e em Ceilândia foram 63 testes, sendo 17 confirmados com dengue.
 
Do total de 246 testes realizados e 45 casos contornados, o percentual de positividade foi de 18,3%, número considerado alto pelo Corpo de Bombeiros. Ainda segundo a assessoria de comunicação da corporação, alguns casos se confirmaram como dengue, mesmo com o resultado negativo do exame que após quatro dias de infecção não reage na amostragem.
Fonte: HÉDIO FERREIRA JÚNIOR, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
21:00 as 21:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Endereço: - Brazlândia/DF
Ligue agora
(61) 3391-5353
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS